Marketing De Guerrilha

Provavelmente você já deve ter ouvido falar do marketing de guerrilha, mas você já sabe o que ele significa na prática e quais são as regras para que ele aconteça?

E conhece os cases mais clássicos e os melhores exemplos desse tipo de ação?

O Que É o Marketing De Guerrilha?

O marketing de guerrilha é uma estratégia que tem um foco na publicidade criativa e pouco convencional, de um produto, de uma empresa, ou de um serviço.

O nome se dá porque, muitas vezes, o marketing de guerrilha é mais agressivo do que outros tipos de marketing, em questão de divulgação.

E, normalmente, ele objetiva causar algum tipo de experiência marcante ao consumidor.

Além disso, o objetivo é ganhar um espaço que, normalmente, seria da concorrência.

Diferenças Entre o Marketing Tradicional e o Marketing de Guerrilha

Se compararmos o marketing de guerrilha com marketing tradicional, nem sempre vamos encontrar uma diferença tão grande tecnicamente falando.

Ambos contam com anúncios, desejam atrair a atenção das pessoas para um produto, para uma ideia, e para uma organização. O diferencial, na prática, está na abordagem.

O intuito do marketing de guerrilha é ser tão chamativo, que se torna impossível ser ignorado; criando uma impressão duradoura na mente daqueles que leram o que passaram por aquele anúncio, gerando audiência para a empresa.

Como Fazer Um Marketing de Guerrilha Eficiente?

Conheça Muito Bem Os Seus Potenciais Clientes

O primeiro passo e primordial para acertar nas ações do marketing de guerrilha é: Conhecer detalhadamente as pessoas que vão ser impactadas pela sua publicidade.

E isso vale tanto para os seus clientes atuais quanto para aquelas pessoas que tem um potencial de serem os seus clientes.

Por isso, é tão importante trabalhar em cima do público alvo e da persona, criando uma persona detalhada e que realmente te traga diversas informações.

Não Fuja Da Sua Essência

Você não pode perder a cultura da sua empresa por causa da publicidade. Algumas publicidades do marketing de guerrilha são mais humoradas; outras tratam de assuntos mais sérios; ou criam uma provocação e até um desafio para o público.

Só que aquilo que importa mesmo é que você não fuja da suas origens. Se o seu segmento permite uma linguagem leve e humorística, pode seguir esse caminho, mas caso contrário, mantenha a cultura da sua empresa.

Considere Parcerias

No marketing de guerrilha também é possível utilizar o co-marketing.

Um exemplo interessante a tática de guerrilha que a Microsoft fez o lançamento de um Tablet, chamado Surface.

A Microsoft fez uma parceria com lava rápido da cidade de Chicago, para expor na parede um grafite, anunciando o novo dispositivo.

Ok, mas o que tem de marketing de guerrilha nisso?

A questão era a localização do lava rápido, que ficava muito próximo de uma loja da Apple, uma das principais concorrentes da Microsoft.

Seja Original

O marketing de guerrilha necessita de ideias originais, porque se você copiar a ideia de outra empresa, isso vai ficar muito evidente.

Isso porque o marketing de guerrilha costuma ser algo memorável, que fica na mente das pessoas; por isso sempre aposte na sua ideia.

Cuidado Com As Emoções Que Provoca

Marketing de guerrilha lida muito com emoções, pois o intuito dele é criar uma emoção no público, mas é preciso tomar muito cuidado com qual emoção você vai despertar no potencial cliente.

Se o seu produto é um produto mais leve, o anúncio precisa ser mais leve descontraído. A linguagem deve provocar um sentimento de descontração, de conforto, para atrair aquele cliente de uma forma positiva.

Anúncio sérios, com uma mensagem chocantes, precisam ser ligados a serviços realmente sérios, pois você pode provocar um sentimento de angústia ou de medo, ou de raiva no leitor.

Isso pode fazer com que ele associe sua marca a esses sentimentos negativos, impactando em sua decisão de compra e afastando clientes.

Avalie Os Resultados

Como toda campanha de marketing, para saber o que você precisa corrigir ou fazer novamente, é necessário avaliar os resultados sempre que possível.

Use ferramentas que vão trazer melhorias e que vão monitorar a repercussão do seu anúncio nas redes sociais.

Cases De Sucesso Do Marketing De Guerrilha

Existem diversas histórias de sucesso atreladas ao Marketing de Guerrilha.

Uma delas é sobre a Coca-Cola, que é, sem dúvidas, uma das marcas mais conhecidas de todo mundo.

Uma das publicidades que a coca-cola já fez, foi numa época de Dia dos Namorados, onde uma máquina de coca-cola era colocada em um local público, e que só funcionava quando casais se beijavam.

Burger King e McDonald’s, quem não conhece essa disputa?

Certa vez o Burger King fez um anúncio, que era como uma carta aberta ao McDonald’s, publicada por meio da New York Times. Essa carta propunha a paz entre as duas empresas, por um único dia, para celebrar o Dia Internacional da Paz.

Haveria uma união de dois modelos das duas empresas, o Wooper e o Big Mac, criando um MC Wooper, que seria vendido apenas no dia Internacional da Paz, em uma lanchonete sede que ficaria no meio do caminho entre as duas.

Infelizmente, o McDonald’s não aceitou a proposta, mas isso gerou uma ótima imagem para o Burger King no dia Internacional da Paz.

Cases De Sucesso Marketing De Guerrilha: HBO 

A HBO é conhecida por sua qualidade na produção, com séries muito aclamadas por todo público e também pela crítica.

Para promover a série The sopranos, a HBO colocou braços falsos como que como se estivessem saindo dos portas malas de táxis, na cidade de Nova Iorque.

Quando as pessoas, chocadas, viam aqueles braços, visualizavam automaticamente o anúncio da série no para-choque do táxi.

O Marketing de Guerrilha tem diversas outras cases de sucesso, e funciona todos os dias. Precisa ser muito bem administrado, mas se for bem feito, trará grandes resultados que durarão a longo prazo.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!